Rio de Janeiro – Jovens de comunidades participam do projeto Agentes de Promoção da Acessibilidade, da ONG Escola de Gente, onde recebem noções de Libras, audiodescrição e legislação inclusiva (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Prefeitura de São Paulo oferece capacitação para jovens vulneráveis

As inscrições para a primeira etapa do Programa Qualifica Mais Progredir, com 600 vagas, estão abertas até 23/3, em diversos bairros da periferia e conteúdo focado no empreendedorismo

Para acelerar a retomada econômica após dois anos de impactos causados pela pandemia de forma a permitir a recuperação de renda, geração de empregos e negócios que são fatores essenciais para a melhoria da qualidade de vida da população a Prefeitura de São Paulo considera vital a capacitação e requalificação profissional para fortalecer, em especial, a parcela mais vulnerável dos cidadãos para os desafios de um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Esta é a lógica que motivou o Programa Qualifica Mais Progredir, curso com foco em educação profissional e desenvolvimento local, que vai formar 3.000 jovens da capital paulista ao longo de 2022.

O Programa vai atender jovens em situação de vulnerabilidade social e inclui uma ajuda de custo equivalente a diárias de R$ 15,00. A iniciativa é uma parceria da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), por meio da Coordenação de Políticas para Juventude, com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – IFSP.

As inscrições já estão abertas até o dia 23 de março, que nesta primeira etapa oferece 600 vagas destinadas a jovens das regiões de Pirituba, Capela do Socorro, São Miguel e Itaim Paulista, que podem ser realizadas por meio deste link.

Os requisitos para inscrição são:  ter idade entre 18 e 29 anos; estar cadastrado na CadÚnico e possuir conta bancária em seu nome. Residir no município de São Paulo; e possuir no mínimo ensino fundamental completo; Haverá uma parcela de vagas para mulheres, negros, transsexuais, indígenas e imigrantes.

A carga horária do curso é de 160 horas e totalmente presencial. Até o final de março a prefeitura irá anunciar a segunda etapa com mais 400 vagas em outras regiões da cidade. No segundo semestre serão oferecidas as  2.000 mil vagas restantes.

Uma das tristes consequências da pandemia foi o aumento das desigualdades sociais, e a inclusão produtiva das juventudes mais vulneráveis no mundo do trabalho é essencial para reduzir essas distâncias no cenário pós-pandemia”, afirma Claudia Carletto, secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania. “Projetar cenários antevendo as futuras necessidades da população é fundamental no planejamento das políticas públicas para que a administração possa implementar ações cada vez mais eficazes, levando oportunidades que de fato irão transformar a vida da população  que mais precisa”, conclui.

Pesquisas recentes reforçam esta necessidade de um olhar atento para os jovens paulistanos. Em sua segunda edição, a pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus, Edição SP, em parceria com o Goyn (Global Opportunity Youth Network: São Paulo). lançou um recorte específico da capital paulista, apontando que 5 a cada 10 jovens estão em famílias que perderam parcial ou totalmente a renda, e que 31% complementam renda por necessidade. Além disso, 48% afirmaram estar pessimistas com o futuro após o fim da pandemia. Este estudo foi utilizado como subsídio para embasar o planejamento técnico deste programa.

Programa Qualifica Mais Progredir é vinculado ao Ministério da Educação (MEC) e oferecerá o curso de Microempreendedor Individual (MEI), que tem como objetivo auxiliar jovens que já são empreendedores, ou que desejam começar a empreender, mostrando quais são os passos necessários para iniciar uma carreira no empreendedorismo. Neste curso os jovens aprenderão aspectos legais e tributários, entendendo como se tornar um empreendedor formal. Além disso, faz parte da grade curricular conteúdos como desenho de negócios, análise de mercado, estratégias de vendas, negócios digitais e planejamento financeiro. Por fim, os(as) alunos(as) concluirão o curso estando aptos a desenvolver um plano de negócios.

Os jovens participantes do Programa Qualifica Mais Progredir desenvolverão durante o curso habilidades de organização e planejamento, análise de cenários, relacionamento com o cliente, comunicação digital e educação financeira. Tais habilidades serão úteis tanto para o desenvolvimento de um plano de negócios, bem como para a efetivação de seus projetos de vida. Tudo isso respeitando as boas práticas de sustentabilidade e aproveitamento de tecnologias e práticas atuais do mercado.

Rio de Janeiro – Jovens de comunidades participam do projeto Agentes de Promoção da Acessibilidade, da ONG Escola de Gente, onde recebem noções de Libras, audiodescrição e legislação inclusiva (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.