Jovem Paraense cria iniciativa educacional para arrecadação de fundos para o Rio Grande do Sul

Primeira paraense a vencer o prêmio Mude o Mundo como uma Menina, Geovana Sampaio nasceu em Belém do Pará. Ela é a fundadora de um projeto voluntário que oferece palestras, financiadas por doações obtidas através de vaquinhas online, e também realiza sorteios de livros.

Em meio à maior tragédia climática da história do Rio Grande do Sul, uma jovem paraense está se destacando não apenas pela sua determinação, mas também pela sua iniciativa em prol das vítimas das enchentes. Geovana Sampaio Gonçalves é a primeira paraense a vencer o prêmio Mude o Mundo como uma Menina, reconhecimento que ressalta sua determinação em superar obstáculos e fazer a diferença.

Nascida e criada em Belém do Pará, Geovana Sampaio, conhecida como Gege, fundou e promove um projeto voluntário que oferece palestras financiadas por doações obtidas através de vaquinhas online. Além disso, o projeto realiza sorteios de livros para incentivar e motivar as pessoas a contribuírem na arrecadação de fundos em prol das vítimas no Rio Grande do Sul.

“Estava acompanhando a mobilização de vários influenciadores na rede social, inclusive, demais ativistas pela educação ofertando o seu conhecimento para alcançar doações às vítimas dessa tragédia climática. Contudo, a virada de chave foi: Por que não unir grandes mentes para alcançar grandes corações?”, narra a jovem.

Geovana Sampaio Gonçalves, de Belém (PA), é uma defensora da democratização de oportunidades para outros jovens, principalmente no norte do Brasil. Ela foi a primeira paraense selecionada em cinco simulações da ONU que reúnem estudantes preocupados com questões sociais urgentes em renomadas instituições internacionais de ensino como Harvard, Yale, MIT e em programas especiais da ONU, como Naimum e Wimum. Gege é co-fundadora do Instituto Transform Education, foi aprovada para estudar no Harvard Undergraduate International Relations Scholars Program, participou da Latin American Leadership Academy, e venceu a categoria Determinada do prêmio Mude o Mundo como uma Menina em 2023. Este ano, ela foi aprovada pela segunda vez na Harvard Undergraduate International Relations Scholars Program’s, foi convidada a fazer parte de um time seleto de jovens embaixadores na Estude Melhor, lá ela compartilha espaço com nomes do Pequenos Gênios e demais multimedalhistas de olimpíadas científicas. Por conta desse desempenho supramencionado, ela possui uma bolsa de estudos integral na Oratória Kids & Teens a fim de melhorar suas habilidades de comunicação. Além disso, Gege é responsável por fundar e promover o projeto voluntário “Conhecimento do Bem”, que oferece palestras mediante doações para arrecadação de fundos em prol das vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul..

“Através do nosso projeto ‘Conhecimento do Bem’, unindo grandes mentes com grandes corações, iremos juntos não só democratizar conhecimento acerca de tópicos tão primordiais para a juventude brasileira, mas também estimular que mais pessoas doem às vítimas, já que este será um requisito obrigatório para a inscrição. Dito isso, estamos abertos a qualquer interessado em nos ajudar a crescer com essa iniciativa em troca da promoção da solidariedade”, convida Gege.

A jovem paraense tem utilizado as redes sociais e contatos pessoais para divulgar o projeto, conquistando a adesão de muitos que se sensibilizaram com a situação e desejam contribuir para a recuperação do Estado. Até o momento, palestras já foram confirmadas por palestrantes do nordeste da área de STEM como Larissa Paiva (Larittrix) a primeira astronauta do Ceará e Natália Ribeiro, professora e influenciadora de oratória para crianças e jovens; do Centro-Oeste, com Luiz Borges, cientista renomado na área da Neurotecnologia que promove os avanços de seu trabalho de forma descomplicada na internet, outro da mesma região é o mato-grossense Junior Esplendo que já arrecadou mais de 90 mil reais em campanhas para participar de Simulações da ONU internacionais; do Sul, com a participação de Nicolle Squillante, estudante de pedagogia e co-fundadora de uma escola digital. Além disso, outros palestrantes voluntários de diversos estados do Brasil também estão se unindo à causa.

As irmãs Twinx, do sudeste (São Paulo), as mais jovens ganhadoras do Prêmio LED, ambas com 18 anos, são também palestrantes do Conhecimento do Bem, as afrofuturistas se prontificaram rapidamente em apoiar essa causa. “É com grande entusiasmo que vou palestrar nesse evento significativo que ocorrerá nos dias 29 e 30 de junho. Estarei compartilhando detalhes emocionantes sobre como alcançar o sucesso no prestigioso Prêmio LED. No entanto, esta palestra não será apenas uma oportunidade para adquirir conhecimentos valiosos sobre como se destacar no Prêmio LED, mas também uma chance de se engajar em uma causa nobre, pois todos os fundos gerados durante este evento serão direcionados para apoiar as vítimas das recentes enchentes no Rio Grande do Sul. Logo, é uma oportunidade de unir conhecimento e solidariedade em prol de uma causa maior.” diz a gêmea Hiara Cruz 

“Estou com os olhos brilhando de felicidade em saber que farei parte dessa importante ação que salvará vidas! A palestra promete oferecer um rico conteúdo educacional e intelectual, com conteúdos valiosos e práticos para todos os participantes. Será uma experiência enriquecedora para aqueles que buscam não apenas o sucesso profissional, mas também fazer a diferença para as comunidades do Rio Grande do Sul que estão passando por um momento muito difícil. Portanto, estamos nos mobilizando para arrecadar fundos para ajudar a população dessa região, convido cada um de vocês a participarem deste evento, porque juntos podemos trazer esperança e alívio às comunidades afetadas.”, convida a outra gêmea Mariana Cruz

A campanha liderada por Geovana Sampaio está aberta a todas as contribuições, sejam elas financeiras, materiais ou voluntárias. Para participar ou obter mais informações, basta acessar o formulário de inscrição da iniciativa ou entrar em contato diretamente com Gege através de suas redes sociais (@gegesampaiog).

As vaquinhas, que serão o único requisito obrigatório para participar do evento, estão voltadas para as mais diversas causas e grupos sociais. “O objetivivo é de mobilizar a ajuda para as mais diversas demandas existentes na região sul, afinal, cada um será tocado a ajudar alguma determinada carência, seja dos moradores, seja dos voluntários ou seja dos animais.”, explica Gege Sampaio.

Neste momento de adversidade, a história de Geovana Sampaio nos lembra que a empatia e a ação coletiva são fundamentais para superar desafios e reconstruir vidas.

Formulário de Inscrição: https://forms.gle/UFokP3EtpqNRwbCA8

Ver +

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *